“…os produtos regionais, nomeadamente os representativos de um saber antigo, são hoje cada vez mais apreciados e mesmo considerados de requinte…”Gonçalo Rocha / Presidente da Câmara Municipal de Castelo de Paiva

Sobre a Casa de Payva

Situada no coração da vila de Castelo de Paiva, junto à loja de Turismo, a Casa de Payva apresenta um conjunto de produtos regionais de qualidade superior. Este projecto que pretende ser uma oportunidade para os produtores locais divulgarem os seus produtos, será ainda o local de excelência para dar a conhecer aos turistas o que de bom se faz neste território duriense do extremo norte do distrito de Aveiro.
Aos afamados vinhos verdes de Paiva, junta-se o bom fumeiro tradicional paivense, o sabor do mais puro mel, as compotas caseiras, azeites tradicionais e os licores verdadeiramente tentadores. Por outro lado, o artesanato terá neste espaço municipal um enfoque especial, sendo que os trabalhos em cestaria, tapeçaria, cobres artísticos e os bordados em linhos são alguns dos produtos locais artesanais, que estarão disponíveis, tudo com o selo de qualidade da Casa de Payva.

Os Nossos Valores

“Esta é a nossa Marca.”Gonçalo Rocha / Presidente da Câmara Municipal de Castelo de Paiva

TRADIÇÃO E IDENTIDADE CULTURAL

A forma circular da logomarca Casa de Payva representa a união de todos os produtos de Castelo de Paiva.
A escolha do azulejo como fundo não foi aleatória. Esse elemento, além de representar a nossa culturalidade como país, tem simbolismo a nível local. O azulejo escolhido pode se encontrado no átrio da Câmara Municipal de Castelo de Paiva, casa principal e representativa do Município. Além desse aspeto, podemos ainda referir que estes mesmo azulejos permaneceram inalterados desde a construção dos Paços do Concelho e foram mantidos nas diversas modificações e restauros de que foi alvo o próprio edifício.
Numa outra vertente temos o próprio azulejo como elemento de artesanato. O azulejo parte assim como matéria prima para um sem número de elementos artísticos e produtos de artesanato.
Outro aspeto é o facto do elemento escolhido ter nele representado cacho de uva. Como sabemos o vinho é o produto endógeno de excelência mais reconhecido do território paivense. Além disso, num âmbito mais alargado, as uvas funcionam como um elemento representativo da gastronomia.

IDENTIDADE GEOGRÁFICA

Como elementos geográficos foram escolhidos os dois principais rio do concelho. As duas linhas serpenteadas que encontramos na logomarca simbolizam os rios Douro e Paiva que em tons dourados, além de representarem a excelência dos produtos associados, remetem para as formas incluídas no Brasão do Concelho. Desta forma, agregamos mais um elemento representativo (brasão) à logomarca.